Morre Yaphet Kotto, o Kananga de “Com 007 Viva e Deixe Morrer”

0

Morreu, na noite de domingo, aos 81 anos de idade, o ator norte-americano Yaphet Kotto, que interpretou o vilão Kananga em Com 007 Viva e Deixe Morrer, estreia de Roger Moore como James Bond. A notícia foi publicada por sua mulher, Sinahon Thessa, na página oficial do ator no Facebook, na noite de segunda-feira (15).

“Estou triste e ainda em choque com o falecimento do meu marido, Yaphet, com quem eu estava há 24 anos. Ele morreu ontem à noite por volta das 22:30, horário das Filipinas. Este é um momento de dor para mim informar a todos os fãs, amigos e familiares do meu marido. Ainda tínhamos muitos planos, muitas entrevistas marcadas, ofertas de filmes – como G.I. Joe e o filme de Tom Cruise – e outros. Ainda tinha planos para lançar o teu livro e construir uma organização religiosa baseada nos Ensinamentos de Yogananda. Interpretou vilões em alguns dos seus filmes mas, para mim, é um verdadeiro herói; e para muitas pessoas também. Homem bom, bom pai, bom marido e ser humano decente, muito raro de se encontrar. Um dos melhores atores em Hollywood. Descanse em paz, querido, vou sentir a sua falta todos os dias. Meu melhor amigo, minha fortaleza. Te amo e você estará sempre no meu coração, até nos encontrarmos novamente!”, escreveu a esposa do ator.

I'm saddened and still in shocked of the passing of my husband Yaphet of 24 years. He died last night around 10:30pm…

Publicado por Sinahon Thessa em Segunda-feira, 15 de março de 2021

O diretor Edgar Wright lamentou a morte do ator. “Uma presença magnética brilhante, trazendo seriedade e naturalismo para o espaço profundo ou subterrâneo do covil Bond”, escreveu no Twitter.

Além de Com 007 Viva e Deixe Morrer, Yaphet ficou conhecido por interpretar Parker, em “Alien – O 8º Passageiro” de 1979.

Com 007 Viva E Deixe Morrer © 1973 Danjaq LLC, United Artist Corporation. Todos os Direitos Reservados.

Com 007 Viva E Deixe Morrer © 1973 Danjaq LLC, United Artist Corporation. Todos os Direitos Reservados.

Sobre o Autor

Bruno Porciuncula

Jornalista e crítico de cinema. É fã de James Bond desde que assistiu "007 Contra o Foguete da Morte" (claro que alguns anos depois de lançado hehehe). Tem tatuado "Live and Let Die" em homenagem ao filme que considera o melhor - pau a pau com "Goldfinger"

Translate »