Danny Boyle teria saído de Bond 25 porque queriam matar 007

0

Danny Boyle teria deixado Bond 25 por uma ideia dos produtores: eles queriam matar James Bond. Segundo fontes ouvidas pelo The Sun, a produtora Barbara Broccoli e Daniel Craig teriam a ideia de Bond morrer em um “final espetacular”.

O diretor teria classificado a ideia como “ridícula” e discutido com Broccoli e Craig sobre o assassinato de Bond de uma forma dramática no final. “Também deixaria o final aberto para uma reviravolta, Bond não teria realmente morrido ou poderia haver uma “regeneração” como as do Doctor Who, com um novo ator”, revelou uma fonte.

As fontes do The Sun também revelaram que a equipe de filmagem está preocupada com um possível atraso, o que envolveria também um hiato no trabalho deles, e, com isso, nada de pagamento.

Uma possível morte de James Bond já foi tratada no livro A Morte no Japão. Como todos sabem, ele voltou no livro seguinte, 007 Contra o Homem da Pistola de Ouro desmemoriado após passar meses sofrendo lavagem cerebral dos inimigos. Na obra, ele volta ao MI6 com a missão de matar M. Após falhar, o MI6 o traz de volta à realidade e o velho 007 é enviado para enfrentar Francisco Scaramanga.

O possível título de Bond 25, Shatterhand, também remete ao livro A Morte no Japão, mas fontes revelaram que o filme pode ser um remake de 007 – A Serviço Secreto De Sua Majestade.

Ou seja, Bond 25, que tem estreia prevista para novembro de 2019, ainda está com uma imensa confusão em seus bastidores.

Sobre o Autor

Bruno Porciuncula

Jornalista e crítico de cinema. É fã de James Bond desde que assistiu "007 Contra o Foguete da Morte" (claro que alguns anos depois de lançado hehehe). Tem tatuado "Live and Let Die" em homenagem ao filme que considera o melhor - pau a pau com "Goldfinger"