“Bond 25” pode ser distribuído por Annapurna Pictures

0

Embora Daniel Craig já tenha confirmado seu retorno como James Bond, o estúdio responsável pela distribuição do filme segue um mistério e ainda não havia sido definido, pelo menos até agora. De acordo com o Deadline, a MGM estaria prestes a anunciar uma parceria com a Annapurna Pictures para lançar Bond 25 na América do Norte. Segundo o site, o anúncio pode ser feito ainda essa semana.

Megan Ellison, CEO da Annapurna Pictures © Getty Images North America

Erik Lomis e Marc Weinstock devem ser os responsáveis pela distribuição e marketing do filme, respetivamente. A dupla já trabalhou com a franquia em diferentes momentos. Enquanto esteve na Sony, Weinstock foi o responsável pelo marketing de dois filmes de 007, e Lomis já esteve envolvido com a distribuição enquanto atuava na MGM.

Fundada em 2011 por Megan Ellison, o currículo da Annapurna Pictures incluí filmes como “A Hora Mais Escura”, “Ela” e “Trapaça”, todos indicados ao Oscar. Além do recente “Detroit em Rebelião”, dirigido por Kathryn Bigelow. 

O lançamento de 007 Contra SPECTRE em 2015, marcou o fim da sociedade entre a Metro-Goldwyn-Mayer e a Sony Pictures, que teve início em 2006 com o lançamento 007 – Cassino Royale. A parceria de sucesso com a Sony rendeu os quatro filmes estrelados por Daniel Craig, recordes de bilheteria, diversas premiações e nada menos do que US$ 3.5 bilhões de dólares em bilheterias.

jbbr_B25_Teaser_Marketto

Com roteiro escrito por Neal Purvis e Robert Wade, e lançamento marcado para 8 de novembro de 2019, Warner Bros.Sony Pictures20th Century FoxUniversal Pictures, Amazon e Apple seguem na disputa pela distribuição internacional da franquia avaliada entre US$ 2 – 5 bilhões de dólares. █

Compartilhe.

Sobre o Autor

Criador e editor do site James Bond Brasil, Marcos Kontze é jornalista e fã do personagem há 20 anos, desde o lançamento do game “GoldenEye 007” para Nintendo 64 em 1997. Para Marketto (como também é conhecido), o melhor filme da série é “007 – O Mundo Não É O Bastante”, o primeiro que assistiu no cinema…sete vezes.