James Bond Brasil

Há 20 anos era lançado “007 – O Mundo Não É O Bastante”

0

A 19ª aventura de James Bond e o terceiro filme estrelado por Pierce Brosnan no papel, 007 – O Mundo Não É O Bastante, foi lançado há 20 anos no dia 19 de novembro de 1999.

Para a última aventura de James Bond do século XX, os produtores decidiram aumentar a dose de ação com uma história dramática, repleta de personagens complexos que distorciam as expectativas do público a cada momento.

Em 1997, enquanto assistia a um programa de TV sobre o petróleo inexplorado no Mar Cáspio sob controle soviético, a produtora Barbara Broccoli pensou na possibilidade do que aconteceria se o próximo vilão de Bond tentasse eliminar toda a competição de petróleo para fornecer um único oleoduto do Cáspio até o Ocidente.

Com isso em mente, junto do produtor Michael G. Wilson, chamaram os roteiristas Neal Purvis e Robert Wade para desenvolver a história que apresentava James Bond (Pierce Brosnan) com a missão de proteger Elektra King (Sophie Marceau), filha do magnata do petróleo Sir Robert King (David Calder), e amigo íntimo de M (Judi Dench). King é então assassinado pelo terrorista Renard (Robert Carlyle) em um ataque na sede do serviço secreto britânico, e põe em prática o plano que tem como alvo o oleoduto King de 1.200km de extensão em construção no Azerbaijão, para levar petróleo para o Ocidente.

007 – O Mundo Não É O Bastante © 1999 Danjaq LLC, United Artist Corporation. Todos os Direitos Reservados.

Ao longo da trama, Bond e Elektra se envolvem amorosamente, mas Elektra, em parceria com seu amante Renard, projetou a aquisição do império comercial de seu pai. Elektra sequestra M e planeja detonar uma ogiva nuclear em Istambul, garantindo que o oleoduto King seja a única rota de petróleo no Oeste. Bond, com a ajuda da Dra. Christmas Jones (Denise Richards), mata Elektra, resgata M e impede o ataque orquestrado por Renard.

Com os papéis mais importantes da trama dado para as mulheres, os cineastas procuraram um diretor com histórico em provocar fortes atuações femininas. Michael Apted, que havia dirigido Sissy Spacek em uma performance vencedora do Oscar, além das indicações de Sigourney Weaver e Jodie Foster, foi selecionado para dirigir o longa. Apted imediatamente tornou a personagem de M a parte central na história e trouxe sua esposa, a roteirista Dana Stevens, para dar maior força nas personagens femininas. O diretor também chamou novamente Bruce Feirstein, que já havia sido roteirista dos dois filmes anteriores, 007 Contra GoldenEye e 007 – O Amanhã Nunca Morre.

007 – O Mundo Não É O Bastante © 1999 Danjaq LLC, United Artist Corporation. Todos os Direitos Reservados.

Com Pierce Brosnan de volta na pele de 007, a atriz francesa Sophie Marceau foi escolhida para o papel de Elektra King. Após papéis atraentes e personagens fortes, o ator escocês Robert Carlyle foi escalado para viver Renard (termo francês para “raposa”), um terrorista com uma bala alojada em seu cérebro, e que está morrendo lentamente, além de ser imune à dor. Denise Richards foi escalada para interpretar a cientista nuclear Christmas Jones, enquanto Robbie Coltrane retornou como Valentin Zukovsky, o popular traficante de armas russo que havia interpretado em 007 Contra GoldenEye. Desta vez, Zukovsky é dono de um Cassino e de uma fábrica caviar em Baku.

007 – O Mundo Não É O Bastante © 1999 Danjaq LLC, United Artist Corporation. Todos os Direitos Reservados.

As filmagens do longa começaram nos Estúdios Pinewood no dia 11 de janeiro de 1999, e foi o primeiro filme da franquia a ser rodado no estúdio desde 007 – Marcado Para A Morte, de 1987. Além disso, 007 – O Mundo Não É O Bastante também teve locações em Bilbao, na Espanha, onde a equipe foi recebida por mais de 100 mil pessoas. O Diretor da 2ª Unidade, Vic Armstrong e o Coordenador de Dublês Simon Crane, tiveram um trabalho intenso para rodar a perseguição de esqui em Chamonix, na França, e a famosa perseguição de barcos pelo Rio Tâmisa em Londres, que se tornou a mais longa sequência de pré-créditos da franquia.

A trilha sonora contou novamente com o trabalho de David Arnold, com letra escrita por Don Black. Como a letra da música-tema escrita partia do ponto de vista da personagem Elektra, Arnold escolheu Shirley Manson da banda Garbage, pois acreditava que a voz dela tinha a qualidade de um “punho de aço em uma luva de veludo”.

007 – O Mundo Não É O Bastante estreou nos cinemas americanos no dia 19 de novembro de 1999, e no dia 24 de dezembro no Brasil, e arrecadou US$ 361 milhões nas bilheterias mundiais, mais do que o dobro do seu orçamento.

Sobre o Autor

Avatar

Criador e editor do site James Bond Brasil, Marcos Kontze é jornalista e fã do personagem há 22 anos, desde o lançamento do game "GoldenEye 007" para Nintendo 64 em 1997. Para Marketto (como também é conhecido), o melhor filme da série é "007 - O Mundo Não É O Bastante", o primeiro que assistiu no cinema...sete vezes.

Translate »