007 – O Mundo Não É O Bastante



Título Original: The World Is Not Enough
Duração: 128 min
Ano de lançamento: 1999
Estúdio: Danjaq / EON Productions
Distribuidora: MGM / United Artists / UIP
Direção: Michael Apted
Roteiro: Neal Purvis e Robert Wade
Produção: Barbara Broccoli e Michael G. Wilson
Música: David Arnold
Fotografia: Adrian Biddle
Direção de arte: Andrew Ackland-Snow, Mark Harris, Fred Hole, Neil Lamont, Simon Lamont, Steven Lawrence e Jim Morahan
Figurino: Lindy Hemming
Edição: Jim Clark


Pierce Brosnan (James Bond)
Sophie Marceau (Elektra King)
Robert Carlyle (Renard)
Denise Richards (Dra. Christmas Jones)
Robbie Coltrane (Valentin Zukovsky)
Judi Dench (M)
Desmond Llewelyn (Q)
John Cleese (R)
Maria Grazia Cucinotta (Garota Do Cigarro)
Samantha Bond (Moneypenny)
Michael Kitchen (Bill Tanner)
Colin Salmon (Charles Robinson)
Goldie (Bull)
David Calder (Sir Robert King)
Serena Scott Thomas (Dra. Molly Warmflash)

Após o assassinato de Sir Robert King, um magnata inglês do petróleo, sua filha Elektra King herda uma imensa fortuna, que inclui bilhões de dólares em depósitos de petróleo situados na região do Mar Cáspio. Elektra planeja construir um oleoduto de 1300 KM para transportar todo este óleo, mas existem mais três empresas interessadas em ter o controle do envio de petróleo daquela região para o Ocidente. James Bond passa a ser o responsável direto pela segurança dela e os dois terminam se envolvendo.

Entretanto, a fortuna de Elektra chama a atenção de Renard, um terrorista internacional que no passado tinha seqüestrado Elektra e tem uma bala alojada no cérebro disparada a mando de “M”, que ordenou sua morte. Milagrosamente, Renard sobreviveu e a bala alojada o tornou imune à dor e cada vez mais forte, apesar de estar morrendo. Deste modo, vingança seria a única razão que ele tem para viver e uma explosão, que destrói cerca de sessenta metros do oleoduto, parece ser a prova definitiva disto. Mas na verdade ele esconde um plano infinitamente mais maquiavélico.

  • 007 – O Mundo Não É o Bastante é o 19º filme da série e 3º em que Pierce Brosnan interpreta o personagem.
  • Este foi o último filme de Desmond Llewelyn, que interpretou o personagem “Q” em todos os filmes de James Bond desde Moscou Contra 007 (1963), com exceção de Com 007 Viva E Deixe Morrer (1973). Logo após o lançamento do filme, o ator faleceu devido a um acidente de carro.
  • Pela primeira vez desde 007 – À Serviço Secreto De Sua Majestade (1969), um filme de James Bond termina com o tema musical do personagem, ao invés de uma canção própria do filme.
  • O castelo escocês utilizado pelo MI6 é o mesmo utilizado nas filmagens de “Highlander” (1986).
  • No castelo citado logo acima, no escritório de “M” há um quadro de Bernard Lee, o ator que interpretou pela primeira vez o personagem “M”.
  • 007 – O Mundo Não É O Bastante é o primeiro filme a ser lançado com a marca da MGM, ao invés da marca da United Artists.