Casino Estoril, conheça o local que serviu de inspiração para James Bond e Casino Royale

0

Quem assistiu 007 – Cassino Royale, talvez possa imaginar que a temática foi inspirada em alguma das inúmeras casas de jogos de Las Vegas, o paraíso dos cassinos no mundo, mas a história com Bond não é bem assim. Isso porque o criador da série, Ian Fleming teve uma grande fonte de inspiração em um cassino português: o Casino Estoril.

Para entender essa história, é preciso voltar mais de 70 anos no tempo, na Segunda Guerra Mundial, época em que Fleming servia como oficial da Marinha Britânica em Portugal. Por lá, ele ficou hospedado no Palácio Estoril Hotel, frequentando o prestigiado Casino Estoril. Segundo documentário da BBC, foi nas mesas de jogos que Fleming acabou cruzando o caminho do espião sérvio Dusko Popov, que teria sido a inspiração para a criação de James Bond.

O cassino, portanto, está diretamente ligado não apenas a Casino Royale, primeiro livro de 007 escrito por Ian Fleming, mas também a toda concepção de James Bond. Além disso, o local serviu como locação para outro filme da franquia, 007 – A Serviço Secreto De Sua Majestade, o que endossa ainda mais sua importância para a série.

A história do Casino Estoril

O início do Casino Estoril na década de 1940 Ⓒ Getty Images

O início do Casino Estoril na década de 1940 Ⓒ Getty Images

Falar do Casino Estoril é lembrar não somente de um dos mais tradicionais estabelecimentos de Portugal, mas também do cassino mais antigo em atividade na Europa. Situado a cerca de 20km do centro da capital Lisboa, ele tem mais de 100 anos de história.

A primeira pedra fundamental do cassino foi lançada em 1916, idealizado por Fausto Cardoso de Figueiredo, grande empresário e fomentador do turismo português do século XX. Foi ele também o principal articulador para a obtenção da concessão de regulamentação dos jogos de azar, em 1927, fazendo do Casino Estoril a primeira zona de turismo internacional do país que hoje é considerado uma referência turística mundial.

A inauguração oficial do Casino Estoril aconteceu 15 anos após o lançamento da pedra fundamental, em 1931, fazendo dele o mais antigo do país e do continente, com quase 100 anos em funcionamento. Nesse período, o cassino foi controlado por alguns dos principais magnatas do mundo dos jogos em Portugal e no mundo, incluindo o português José Teodoro dos Santos e o chinês Stanley Ho.

Também houve alterações do ponto de vista arquitetônico, sendo a maior delas uma ampliação na década de 60, com as assinaturas de nomes renomados da arquitetura e decoração portuguesa da época, como Filipe Nobre de Figueiredo, José Segurado, José Espinho e Daciano da Costa.

Atualmente, o Casino Estoril é administrado pelo grupo Estoril-Sol SGPS S.A. Ele é um dos que mais recebe torneios de poker no país, mas não é o único. Há outros diversos cassinos espalhados por Portugal. Em Lisboa, cidade que é conhecida como uma das capitais do poker na Europa há também o Casino Lisboa. Outros locais de destaque para os jogadores são Figueira da Foz e Vilamoura – todos devidamente regulados pelo Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos, o SRIJ, vinculado ao governo português.

Estrutura inclui jogos, cultura e gastronomia

Casino Estoril

O interior do Casino Estoril Ⓒ Divulgação

Hoje, o carro-chefe do Casino Estoril são as máquinas caça-níquel, com cerca de 700 delas espalhadas por dois andares. Já os jogos de mesa estão presentes no segundo andar, incluindo as mesas de poker e Blackjack onde Fleming teria conhecido Dusko Popov.

Porém, não só de jogos de azar vive o Casino Estoril. O lugar também é reconhecido como um dos principais centros de lazer e entretenimento de Portugal e da Europa, com uma vasta agenda cultural de shows e espetáculos. A sala mais famosa é o Salão Preto e Prata, um luxuoso espaço com mais de 11 mil metros quadrados e capacidade para receber 1000 pessoas, palco de inúmeros espetáculos em Portugal – tal qual os cassinos brasileiros nos anos 30 e 40.

O Estoril também conta com um auditório para 385 pessoas, onde acontecem eventos corporativos e congressos, e o Lounge D (foto abaixo), uma área com capacidade para até 800 pessoas que oferece concertos gratuitos de fado, rock, jazz, pop e sol music. Já a Galeria de Arte é um dos pontos altos da vertente cultural do Estoril, sempre atualizado com galerias e instalações artísticas para todos os estilos.

Lounge D no Casino Estoril Ⓒ Divulgação

Lounge D no Casino Estoril Ⓒ Divulgação

Não há como mencionar o Casino Estoril sem falar de sua gastronomia de primeiro mundo, sobretudo no restaurante Estoril Mandarim, assinado pelo chef Dong Wei, que é especializado em culinária cantonesa de Kuong Tong, com mais de 100 especialidades da região. Ele é apontado como um dos mais prestigiados restaurantes de comida chinesa no planeta. Para os visitantes do Brasil, outra excelente opção é o Zeno Lounge, que oferece uma carta que mistura a culinária brasileira com a italiana, além de uma ótima vista do cassino.

Se você visitar Lisboa, não deixe de conhecer o Casino Estoril, ainda que não goste de jogos e, sobretudo, se for um fã de 007 e quer estar dentro de um lugar icônico que serviu de inspiração e locação para a franquia.

Sobre o Autor

O maior portal de notícias de James Bond da América Latina, com notícias em primeira mão sobre o personagem criado por Ian Fleming.

Translate »