Entenda a declaração de Daniel Craig que gerou polêmica na internet essa semana

0

Uma declaração feita por Daniel Craig para a revista inglesa TimeOut, está gerando grande polêmica na internet essa semana. De acordo com a publicação, Craig diz que preferiria cortar os pulsos a ter de interpretar James Bond de novo. Neste post, vamos esclarecer as recentes declarações dadas pelo ator, dono de um (já conhecido) sarcástico humor britânico.

Na próxima quarta-feira, dia 14 de outubro, vai fazer exatamente 10 anos desde que Daniel Craig foi apresentado ao mundo como o 6º ator a interpretar James Bond no cinema, na adaptação de 007 – Cassino Royale, primeiro livro escrito por Ian Fleming, o criador de tudo.

Substituindo Pierce Brosnan, que ficou sete anos na pele do personagem e fez quatro filmes, o anúncio de Craig como Bond teve grande repercussão negativa por parte da mídia e de alguns fãs, que alegavam que o ator, formado pela Guildhall School of Music and Drama de Londres, era baixinho demais para o papel, loiro e não tão atraente como seu antecessor. Na época, pasmem, foi até criado o site CraigIsNotBond.

Barbara Broccoli, Daniel Craig, Martin Campbell e Michael G. Wilson © WireImage

Pois é, a história, a gente já sabe. 007 – Cassino Royale foi um enorme sucesso, e Craig, já naquele filme, provou que tinha vindo para ficar. E ficou, seu próximo filme, 007 – Quantum Of Solace, saiu dois anos depois, e por mais que tivesse o maior orçamento da franquia até aquele ano, não agradou tanto os fãs. Com uma trama nada envolvente e elenco fraco, o grande vilão do filme na realidade foi a greve dos roteiristas, que afetou a produção na época.

Em 2012, com um hiato de quatro e mais tempo para o desenvolvimento do roteiro e escolha de elenco, estreou 007 – Operação Skyfall. Para você que assistiu (sim, se você está no James Bond Brasil, é por que viu o filme), percebeu logo de cara que naquele filme Daniel Craig havia então finalmente se consagrado no papel de James Bond.

O sucesso do filme fala por si só. Contava com direção do premiado Sam Mendes, elenco estelar, Adele na música-tema, e roteiro audacioso. Sem contar que era o ano do 50º aniversário desde o lançamento de 007 Contra o Satânico Dr. No, o primeiro filme da série. SKYFALL trouxe de volta novos personagens como “Q” e Moneypenny, em uma nova roupagem, e outros elementos clássicos que fizeram a série sobreviver cinco décadas, como o humor e as frases de efeito. O longa agradou tanto que foi o filme de maior sucesso da franquia até hoje. Arrecadou a astronômica quantia de US$ 1.1 bilhões de dólares nas bilheterias ao redor do mundo, e ainda levou pra casa Globo de Ouro, BAFTA e dois Oscars, algo que não acontecia desde 1965.

007 – Operação Skyfall © 2012 Danjaq LLC, United Artists Corporation, Columbia Pictures Industries Inc. Todos os Direitos Reservados.

E agora, o que fazer para superar o sucesso do filme anterior? Nada melhor do que seguir a mesma fórmula de sucesso, mas desta vez, acrescentando na receita nada menos do que a temível organização SPECTRE, que estava sumida dos filmes desde 007 – Os Diamantes são Eternos (007 – Somente Para Seus Olhos não vale). Para aqueles que não são familiarizados, a EON Productions, produtora que detém os direitos sobre James Bond, após anos de batalhas judiciais, venceu em 2013 o famoso Caso Thunderball, podendo agora voltar a usar nomes como SPECTRE e Blofeld. Leia mais aqui.

Com isso em mente, agora os roteiristas estavam aptos a usarem a SPECTRE no próximo filme. Foi então que os produtores optaram esperar por Sam Mendes, que estava com compromissos no Teatro. Dito e feito. Em 4 de dezembro do ano passado, após meses de boatos e especulações, o título de Bond 24 foi oficialmente confirmado como SPECTRE. No elenco, ninguém menos que Christoph Waltz, vencedor de dois Oscars, a estonteante Monica Bellucci, que já sondava um papel desde 1997, a francesinha Léa Seydoux do polêmico “Azul é a Cor Mais Quente”, o brutamontes Dave Bautista de “Guardiões da Galáxia”, Andrew Scott, o Moriarty da série “Sherlock Holmes” e os recorrentes de SKYFALL.

“A pressão para superar o sucesso do filme anterior esteve sempre presente desde os estágios iniciais, nas primeiras reuniões com a equipe em Pinewood”, revelou o desenhista de produção Dennis Gassner para este que voz escreve, durante as gravações de 007 Contra SPECTRE no México.

Agora vamos ao que realmente interessa, ao motivo que você leu isso até aqui. O filme vai ser lançado em pouco mais de duas semanas. E se você acompanhou nossa cobertura, sabe que foram oito meses de gravações, em cinco países diferentes. E Daniel Craig (47) esteve em todos eles.

Conhecido pelo seu jeito sincero (às vezes sarcástico) nas entrevistas que participa, soltando um palavrão aqui e ali, Craig declarou para a TimeOut que “Preferiria quebrar um vidro e cortar os próprios pulsos”, quando questionado se estaria pronto para mais um filme. O detalhe é que a entrevista foi feita em julho, QUATRO DIAS após o término das filmagens, e muita gente não entende o senso de humor do ator. A declaração prontamente tomou conta da internet e virou manchete em sites de entretenimento do mundo inteiro.

007 Contra Spectre © 2015 Danjaq LLC, United Artists Corporation, Columbia Pictures Industries Inc. Todos os Direitos Reservados.

Mas em outra entrevista, publicada na Event Magazine, o senso de humor de Craig parecia um pouco melhor. Segundo a mesma revista, o ator recebeu £31 milhões de Libras (cerca de R$ 186 milhões de reais) para estrelar 007 Contra SPECTRE e Bond 25.

“Esta cada vez mais fácil (fazer os filmes), pois faço menos coisas e tenho excelentes dublês”, referindo-se ao trabalho de seus dublês Andy Lister e Gordon Alexander. “Continuarei fazendo enquanto for fisicamente capaz. Tenho contrato para mais um, mas não farei previsões. Filmes assim não são feitos todos os dias. E esse é apenas meu quarto, e é como se fosse um cuspe no oceano. Se você não fica empolgado participando de um projeto desse tamanho, com esse elenco, com Sam Mendes…é melhor ir para casa”, disse Craig.

“Eu não sou forte e machão. É engraçado que as pessoas tenham essa imagem de mim como um cara durão, mas esse realmente não so eu. Eu não sou James Bond. Eu verdadeiramente não sou ele. Eu não preciso de nada do estilo de vida dele. Sou só um ator, amigos, é tudo atuação.”

Daniel Craig cumprimentando os Paparazzis © Getty Images

Daniel Craig cumprimentando os Paparazzis © Getty Images

Já o apresentador Jonathan Ross, fã declarado de 007, que inclusive irá exibir um especial com bastidores do filme daqui duas semanass, comentou o que ele sabe dessa história para o site HeyUGuys.

“Eu estive nos sets e entrevistei um monte de gente…visitei o esconderijo do vilão, e dirigi o DB10 em Roma.” Questionado sobre os rumores do retorno de Daniel Craig no papel, ele revelou: “Pelo que sei, ele irá fazer mais dois”.

Por mais incerto que seu futuro na franquia possa parecer, o fato é que ele deve voltar para o próximo Bond. Durante a entrevista que participamos com ele na Cidade do México em março desse ano, o próprio Daniel Craig revelou que tem sim, contrato assinado para pelo menos mais um filme da série. Outras informações de fontes seguras do James Bond Brasil, afirmam que a pré-produção de Bond 25 já deve ter início ainda no mês de novembro, e que os estúdios Pinewood já estariam agendados para o novo filme.

Não podemos esquecer que suas declarações controversas em diferentes publicações geram mídia internacional em torno do nome dele e do personagem. Com isso, promovendo o filme a poucas semanas do lançamento. São apenas business, simples assim. █

Compartilhe.

Sobre o Autor

Criador e editor do site James Bond Brasil, Marcos Kontze é jornalista e fã do personagem há 20 anos, desde o lançamento do game “GoldenEye 007” para Nintendo 64 em 1997. Para Marketto (como também é conhecido), o melhor filme da série é “007 – O Mundo Não É O Bastante”, o primeiro que assistiu no cinema…sete vezes.