Membro da Al-Qaeda trabalhou para o MI6.

0

Em recentes arquivos divulgados pelo site Wikileaks, um importante membro da Al-Qaeda, suspeito de ter bombardeado um Hotel de luxo e duas igrejas no Paquistão em 2002, foi informante do Serviço Secreto Britânico, mais conhecido como MI6.

Adil Hadi al Jazairi Bin Hamlili esteve detido em Guantanamo entre 2003 e 2010, ano em que foi repatriado para a Argélia.

A notícia foi divulgada jornal britânico “The Guardian”, que afirma ter tido acesso aos arquivos secretos do Wikileaks, nos quais Adil Hadi al Jazairi Bin Hamlili é referenciado como uma assassino à serviço da Al-Qaeda, com suspeitas levantadas pelo serviço secreto americano indicando que a mesma pessoa era informante do MI6.

Estas revelações surgem ao mesmo tempo que o jornal “The Daily Telegraph” revelou outros documentos secretos que mostram que Londres seria o ponto central de uma rede de terrorismo à nível mundial. Os documentos alegariam, também vazados pelo Wikileaks, que a mesquita de Finsbury Park, no norte de Londres, seria como o paraíso para os extremistas.

“The Guardian” ainda revela que Hamlili foi descrito nos relatórios de Guatanamo como informante, sequestrador e assassino, tudo à serviço da rede terrorista Al-Qaeda. Apesar das acusações, Hamlili nunca foi levado a julgamento e após ter sido repatriado para a Argélia, não há mais informações sobre seu paradeiro.

No último final de semana, o Wikileaks divulgou no 759 arquivos com informações exclusivas sobre os prisioneiros de Guantanamo. Estas informações colocam o MI6 em uma posição sensível, evidenciando que os serviços secretos britânicos subestimaram algumas das pessoas que recrutaram. █

Sobre o Autor

Avatar

Criador e editor do site James Bond Brasil, Marcos Kontze é jornalista e fã do personagem há 22 anos, desde o lançamento do game "GoldenEye 007" para Nintendo 64 em 1997. Para Marketto (como também é conhecido), o melhor filme da série é "007 - O Mundo Não É O Bastante", o primeiro que assistiu no cinema...sete vezes.

Translate »