Celebridades do mundo de 007 lamentam morte de Sean Connery

0

Entre as inúmeras homenagens recebidas ao longo deste dia cinzento que marcou a despedida de Sean Connery, personalidades do mundo de 007 também expressaram suas condolências com a morte do eterno James Bond.

George Lazenby, ator que substituiu Connery em 1969 no filme 007 – A Serviço Secreto De Sua Majestade, prestou uma homenagem em suas redes sociais:

“Apenas há algumas semanas eu estava desejando o melhor a Sean em seu 90º aniversário. Agora, estou muito triste por ter que estar de luto com sua família e amigos. Claro, Sean Connery como James Bond, me inspirou pessoalmente e encapsulou uma era, os anos sessenta. Encontrei Sean algumas vezes e fiquei satisfeito por ele ter dado ao meu filme de Bond, ‘On Her Majesty’s Secret Service’, o seu selo de aprovação. Por muitas vezes, ele quase fez o meu filme, pois sentia que era a melhor das histórias de Fleming. Mas, pessoalmente, o mais importante é que seu trabalho foi muito além de Bond: na caridade, na família, na política e no golfe. Um homem que guardo no coração. Um grande ator, um grande homem e um artista subestimado nos deixou. Meus pensamentos estão com os filhos e netos de Lady Micheline e Sean. Só amor, George.”

Trina Parks, que atuou ao lado de Sean Connery em 007 – Os Diamantes São Eternos postou em seu Facebook:

“Meu coração ficou entristecido ao saber da morte do meu James Bond favorito, Sir Sean Connery. Ele esteve na terra por 90 anos e era tão requintado, em todos os seus filmes e tão maravilhoso de trabalhar. 

Filmar ‘Diamonds Are Forever’ com Sir Sean foi a primeira vez que me diverti muito ao ‘bater’ em um ator tão incrível. Não nos conhecíamos antes do filme, mas ele me tratou como se já nos conhecêssemos. Estou tão honrada por tê-lo conhecido. Descanse bem, Sir Sean, você foi icônico em todos os seus filmes.

Em 2021  eu celebrarei você, no nosso 50º aniversário de 007 – Os Diamantes São Eternos.”


Robert Carlyle que viveu o vilão Renard em 007 – O Mundo Não É O Bastante em 1999, postou em seu Twitter: “Descanse em Paz Sir Sean Connery. Um pioneiro, uma verdadeira lenda e um cavalheiro.” O ator também postou uma foto ao lado de Connery.

“Um dos meus momentos de maior orgulho, com o grande homem em 2008.”


Shirley Bassey, que cantou três temas da franquia, incluindo o clássico “Goldfinger”, disse:

“Estou muito triste ao saber da morte de Sean. Meus pensamentos estão com a família dele. Ele foi uma pessoa maravilhosa, um verdadeiro cavalheiro e estaremos para sempre conectados por Bond. Quando éramos mais jovens, costumava torcer por enquanto ele jogava futebol em seu time, o Showbiz 11! Bem, eu sempre estarei lá para torcer por você Sean! Para sempre em nossos corações e que você descanse em paz.”


Lana Wood, a Plenty O’Toole de 007 – Os Diamantes São Eternos, também prestou homenagem:

“Devastada…seu espírito, sua alma, eles ainda estão aqui e sempre no meu coração. Boa sorte, vá com Deus.”



Britt Ekland, a Mary Goodnight de 007 – O Homem Com A Pistola de Ouro, lamentou: “Descanse em Paz Sean Connery, “O Outro Bond”, com amor e respeito.”


Sobre o Autor

Avatar

Criador e editor do site James Bond Brasil, Marcos Kontze é jornalista e fã do personagem há 22 anos, desde o lançamento do game "GoldenEye 007" para Nintendo 64 em 1997. Para Marketto (como também é conhecido), o melhor filme da série é "007 - O Mundo Não É O Bastante", o primeiro que assistiu no cinema...sete vezes.

Translate »