Rumores sugerem a possibilidade de universo expandido de James Bond

0

Nos últimos anos, empresas como DC, Marvel, Lucasfilm e Disney apostam cifras milionárias em universos expandidos de seus personagens. Agora, cinco décadas e 24 filmes depois, segundo rumores, a franquia James Bond estaria disposta a seguir essa mesma tendência e explorar outros personagens da franquia. Será?

jbbr_all_bonds

O burburinho surgiu através de uma postagem no Twitter feita pelo jornalista Jeff Sneider, editor do site The Tracking Board e conceituado em Hollywood por notícias em primeira mão. Sneider alega que os produtores estariam flertando com a possibilidade de também seguir esse caminho. E já que nada foi divulgado a respeito de um novo filme de Bond, quase dois anos desde o lançamento de 007 Contra SPECTRE, os fãs aguardam ansiosamente alguma notícia.

jbbr_jeff_tweet

“Ouvi dizer que os Broccolis pegaram a febre do Universo e adorariam explorar outros cantos da franquia Bond simultaneamente.”

Embora a ideia não agrade alguns fãs, um spin-off do universo James Bond é uma possibilidade presente na mente dos produtores Michael G. Wilson e Barbara Broccoli há bastante tempo.

No início da década de 1990 a primeira tentativa de expandir o universo do personagem surgiu com James Bond Jr., um desenho animado estrelado pelo suposto sobrinho de James Bond. Embora Michael G. Wilson tivesse envolvido no processo criativo do personagem, a EON Productions não esteve diretamente ligada com a animação, pois apenas cedeu os direitos de seus personagens. O desenho durou apenas uma temporada entre 1991 e 1992, teve 65 episódios e contava com nomes conhecidos da franquia como os vilões Goldfinger e Jaws, I.Q. (neto do “Q”) e Gordo Leiter (filho de Felix Leiter).

James Bond Jr. © 1991 - Murakami Wolf Swenson / Camelot Entertainment Group

James Bond Jr. © 1991 – Murakami Wolf Swenson / Camelot Entertainment Group

Outro caso aconteceu com as Bond Girls da Era Brosnan. Interpretada pela atriz Michelle Yeoh no filme 007 – O Amanhã Nunca Morre de 1997, a personagem Wai Lin teve uma recepção tão positiva por parte dos fãs e da crítica que provou ser tão popular a ponto da MGM considerar desenvolver um filme só dela, que acabou não acontecendo.

Já o caso de Jinx foi mais além. A personagem interpretada pela vencedora do Oscar Halle Berry em 007 – Um Novo Dia Para Morrer quase foi uma realidade no final de 2003. O projeto teve luz verde da EON Productions e além de ter sido roteirizado por Neal Purvis e Robert Wade, contratou Stephen Frears (de filmes como “Ligações Perigosas” e “A Rainha”) para assumir a direção. No entanto, segundo a Variety, o projeto foi arquivado por diferenças criativas entre a MGM e a EON na época, que optou por seguir em frente com 007 – Cassino Royale.

07 – Um Novo Dia Para Morrer © 2002 Danjaq LLC, United Artist Corporation. Todos os Direitos Reservados.

007 – Um Novo Dia Para Morrer © 2002 Danjaq LLC, United Artist Corporation. Todos os Direitos Reservados.

As possibilidades são muitas quando consideramos a possibilidade de expandir o universo de James Bond e focar em outros personagens. Dentro do universo literário já existem spin-offs como a série Young Bond, The Moneypenny Diaries e as recentes HQ’s de Moneypenny e Felix Leiter.

E você, o que acha da possibilidade de um dia acompanhar as missões de campo de Eve Moneypenny? Ou as aventuras cibernéticas de “Q”? Nunca diga nunca…outra vez. ;)

Compartilhe.

Sobre o Autor

Criador e editor do site James Bond Brasil, Marcos Kontze é jornalista e fã do personagem há 20 anos, desde o lançamento do game “GoldenEye 007” para Nintendo 64 em 1997. Para Marketto (como também é conhecido), o melhor filme da série é “007 – O Mundo Não É O Bastante”, o primeiro que assistiu no cinema…sete vezes.