Judi Dench e Fernanda Montenegro narram poema na abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016

0

Na última sexta-feira, 05, os olhares de cinco bilhões de telespectadores do mundo voltaram-se ao Rio de Janeiro, para a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016. E se nos jogos de Londres 2012 tivemos James Bond escoltando a Rainha Elizabeth II, este ano não ficamos para trás, com uma belíssima participação de Judi Dench.

Uma flor nasceu na rua!
Passem de longe, bondes, ônibus, rio de aço do tráfego.
Uma flor ainda desbotada
ilude a polícia, rompe o asfalto.
Façam completo silêncio, paralisem os negócios,
garanto que uma flor nasceu.
Sua cor não se percebe.
Suas pétalas não se abrem.
Seu nome não está nos livros.
É feia. Mas é realmente uma flor. 

Sento-me no chão da capital do país às cinco horas da tarde
e lentamente passo a mão nessa forma insegura.

É feia. Mas é uma flor. Furou o asfalto, o tédio, o nojo e o ódio.

A eterna “M” dos filmes de James Bond juntou-se a atriz Fernanda Montenegro para lerem trechos do poema “A Flor e a Náusea”, de Carlos Drummond de Andrade. As veteranas da dramaturgia passaram a mensagem acompanhada de imagens sobre conscientização ambiental.

O convite para Dame Judi participar do evento veio através do cineasta Fernando Meirelles, um dos diretores da cerimônia. █

Sobre o Autor

Avatar

Criador e editor do site James Bond Brasil, Marcos Kontze é jornalista e fã do personagem há 22 anos, desde o lançamento do game "GoldenEye 007" para Nintendo 64 em 1997. Para Marketto (como também é conhecido), o melhor filme da série é "007 - O Mundo Não É O Bastante", o primeiro que assistiu no cinema...sete vezes.

Translate »