Sir Christopher Lee, o eterno Scaramanga, morre aos 93 anos

0

De acordo com o jornal inglês The Telegraph, o lendário ator Christopher Lee, morreu no último domingo (7) aos 93 anos. Lee ficou conhecido mundialmente após papeis icônicos no cinema, como Drácula, o homem com a pistola de ouro Francisco Scaramanga, o Conde Dookan de Star Wars e Saruman, da trilogia Senhor dos Anéis.

jbbr_Sir_Christopher_Lee (1)Internado há três semanas no Hospital Chelsea & Westminster em Londres por problemas respiratórios e cardíacos, a decisão de adiar o anúncio da morte foi da própria esposa do veterano ator, Gitte Lee, para que ela pudesse avisar todos os familiares antes da imprensa. No dia 27 de maio, ele completou 93 anos no hospital.

Christopher Frank Carandini Lee nasceu em Londres em 27 de maio de 1922. Fez parte do Serviço Aéreo Especial (SAS) e atuou na divisão pela Grã-Bretanha durante a 2ª Guerra Mundial e pasmem, era poliglota. Lee falava era fluente em cinco línguas (inglês, francês, italiano, espanhol e alemão) e tinha conhecimento básico em russo, suéco, grego e mandarim.

Seus primeiros trabalhos como ator foram na década de 1940, mas a fama só veio na década seguinte. Em 1957, estrelou “A Maldição de Frankenstein”, também foi o temido Drácula em “O Vampiro da Noite” de 1958 e em 1959 atuou em “A Múmia”. Seu papel como Drácula fez tanto sucesso que a famosa produtora britânica Hammer Film Productions quis o ator novamente no papel de Drácula nos longas lançados nos anos 1960 e 1970.

Sempre lembrado pelos seus papeis de vilão, essa faceta no entanto não agradava o ator. “Não me descrevam como uma ‘lenda do horror’. Já deixei isso para trás”, revelou em entrevista.

Primo de Ian Fleming, criador de James Bond, em 1974 estrelou outro papel marcante em sua carreira como o vilão Francisco Scaramanga no filme 007 Contra O Homem Com A Pistola de Ouro.

jbbr_francisco_scaramanga

007 Contra O Homem Com A Pistola De Ouro © 1974 Danjaq LLC, United Artist Corporation.

Nas últimas décadas, Christopher Lee foi apresentado a uma nova geração de fãs em duas enormes franquias de sucesso: “O Senhor dos Anéis”, onde interpretou Saruman, e “Star Wars”, como Conde Dookan.

Trabalhou ainda em filmes de Tim Burton, como “A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça”, “A Fantástica Fábrica de Chocolate” e “Sombras da Noite”. Também emprestou sua voz à personagens de “A Noiva Cadáver” e “Alice no País das Maravilhas”.

Em 2001, foi nomeado Comandante da Ordem do Império Britânico (CBE) por seus serviços como ator. Já em 2009, recebeu da realeza britânica o título de Cavaleiro Real (Sir) por seus serviços como ator e filantropo. Na ocasião, Lee disse: “Uma nova carreira se abriu para mim quando fiz O Senhor dos Anéis e Star Wars. O que é realmente importante para mim é que, como um homem idoso, fui conhecido por minha própria geração, e agora a próxima geração também me conhece.

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel © 2001 New Line Productions Inc.

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel © 2001 New Line Productions Inc.

No ano de 2011, recebeu um prêmio pelo conjunto da sua obra no BAFTA, o o Oscar britânico, onde declarou que jamais se aposentaria. “Odeio ser um ídolo. Como dizia o querido Boris Karloff, não vou pendurar as chuteiras até morrer”, declarou.

Como se não bastasse o enorme sucesso no cinema, Christopher Lee também teve uma carreira na música. Fã de heavy metal, em 2004 narrou passagens de faixas da banda de metal Rhapsody of Fire. A recepção foi tão positiva que além de gravar uma música (The Magic Of The Wizard’s Dreams) para o disco, participou de outros três.

Lee também colaborou na regravação do álbum Battle Hymns da banda Manowar e gravou seu segundo CD do gênero em 2012, “Charlemagne: The Omens of Death”, celebrando seus 90 anos.

Em maio de 2014, comemorou a chegada dos 92 anos com o lançamento de um novo álbum de heavy metal, intitulado “Metal Knight”. O disco foi seu terceiro trabalho musical solo. O álbum reúne quatro canções originais e mais três versões alternativas delas. Entre as faixas, há duas canções baseadas em musicais de Dom Quixote, clássico personagem de Miguel de Cervantes. Outros clássicos na voz do ator/cantor são The Toreador March” da ópera “Carmen” de George Bizet, e “My Way”, popularizada na voz de Frank Sinatra.

jbbr_rip_sir_christopher

Em um vídeo publicado na época do lançamento do álbum, Lee contou sobre o trabalho e destacou que Dom Quixote era o personagem de ficção “mais metaleiro” que ele já havia conhecido. “Ele só está tentando mudar o mundo sem importar com as consequências pessoais. É um grande homem e cheio de atrevimento, coragem, determinação, romantismo e sonhos”, afirmou. “Associo o heavy metal com a fantasia pelo tremendo poder que se desprende dessa música”.

Seus últimos trabalhos incluem o filme “O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos” lançado no ano passado, e em novembro desse a obra póstuma “Angels in Nothing Hill”Christopher Lee deixa a esposa com quem foi casado por mais de 50 anos, e uma filha, Christina.  █

Sobre o Autor

Avatar

Criador e editor do site James Bond Brasil, Marcos Kontze é jornalista e fã do personagem há 22 anos, desde o lançamento do game "GoldenEye 007" para Nintendo 64 em 1997. Para Marketto (como também é conhecido), o melhor filme da série é "007 - O Mundo Não É O Bastante", o primeiro que assistiu no cinema...sete vezes.

Translate »