Há sete anos morria o lendário compositor John Barry

0

A manhã do dia 30 de janeiro de 2011 amanheceu mais triste para todos os fãs de James Bond. Naquele dia, sete anos atrás, morria John Barry.

Durante toda sua carreira, John Barry compôs mais de 125 trilhas, incluindo 11 trilhas sonoras para os filmes de James Bond. Vencedor de  cinco Oscars, o compositor faleceu Nova York, vítima de um ataque cardíaco.

Foi ele quem criou todas as diretrizes para a música de James Bond, muito usadas pelos outros compositores que trabalharam na franquia. David Arnold, compositor de cinco trilhas, é fã confesso de Barry e já declarou várias vezes que as trilhas dele para Bond são sua inspiração para compor suas próprias.

John Barry © 1967 – Matt Green / Hulton Archive

Em junho de 2011, o Royal Albert Hall em Londres foi palco do John Barry: The Memorial Concert, concerto beneficente em homenagem ao compositor.

As composições apresentadas incluíam todos os clássicos de John Barry tocadas pela The Royal Philharmonic Orchestra, e genuinamente conduzidas por Nicholas Dodd, que também já participou das trilhas sonoras da série. Apresentado por Sir Michael Parkinson, o evento contou com uma mensagem gravada pelo ator Michael Caine, que lembrou com carinho de uma história entre ele e Barry, na noite em que o compositor escrevia a música-tema de 007 Contra Goldfinger.

Sir George Martin, compositor da trilha sonora de Com 007 Viva E Deixe Morrer, a cantora Shirley Bassey, intérprete dos temas “Goldfinger” e “Diamonds Are Forever” e “Moonraker”, e o compositor David Arnold, também estavam no evento e tiveram participações no palco.

Como esperado, Shirley Bassey soltou a voz com as clássicas e emocionantes Diamonds Are Forever e GoldfingerDavid Arnold, além de tocar guitarra durante a apresentação do tema de James Bond, também cantou na música Thick The Days.

Timothy Dalton, quarto ator a dar vida ao personagem James Bond no cinema, subiu ao palco e fez a leitura de um dos poemas do filósofo e poeta irlandês John O’ Donahue. Já a cantora Rumer interpretou sua versão de We Have All The Time In The World, de Louis Armstrong.

Entre os outros convidados, estavam o letrista Don Black, e as atrizes Jane SeymourSamanta BondMaryam d’Abo e Shirley Eaton.

Abaixo, o mestre John Barry em ação.

Sobre o Autor

Criador e editor do site James Bond Brasil, Marcos Kontze é jornalista e fã do personagem há 20 anos, desde o lançamento do game "GoldenEye 007" para Nintendo 64 em 1997. Para Marketto (como também é conhecido), o melhor filme da série é "007 - O Mundo Não É O Bastante", o primeiro que assistiu no cinema...sete vezes.