Se estivesse vivo, hoje Desmond Llewelyn completaria 103 anos

0

Desmond Llewelyn, o eterno “Q” dos filmes de James Bond estaria completando 103 anos nesta terça-feira. Llewelyn entrou para a história da franquia por ter permanecido mais tempo interpretando o mesmo personagem, um dos personagens mais queridos do cinema.

 

Desmond Llewelyn no set de “007 Contra Octopussy” © Foto: Colin McConnell / Getty Images

Natural do País de Gales, Desmond tentou diversos outros trabalhos antes de seguir a carreira de ator, que precisou ser interrompida em 1939 por causa da Segunda Guerra Mundial. Após a Guerra, voltou para o mundo artístico e atuou em filmes como “They Were Not Divided”, dirigido por Terence Young, que depois o escalou para Moscou Contra 007. Mas foi apenas no ano seguinte, em 1964, que o personagem tornou-se o ícone que é conhecido até hoje, no filme 007 Contra Goldfinger.

Diferente dos livros de Ian Fleming, onde “Q” e Major Boothroyd eram personagens diferentes, a série cinematográfica uniu ambos na persona de Desmond Llewelyn, o carismático armeiro do MI6 que sempre dava os puxões de orelha em James Bond antes de cada missão, com o clássico bordão: “Cresça 007!”

007 Contra O Foguete Da Morte © 1979 Danjaq LLC, United Artist Corporation. Todos os Direitos Reservados.

007 Contra O Foguete Da Morte © 1979 Danjaq LLC, United Artist Corporation. Todos os Direitos Reservados.

Ao contrário do que muitos imaginavam, o personagem funcionou e Llewelyn seguiu no papel durante décadas, aparecendo em todos os filmes de cada ator, exceto em Com 007 Viva e Deixe Morrer, primeiro filme estrelado por Roger Moore.

“Eu sempre tentei te ensinar duas coisas. Nunca deixe que o vejam sangrar…e sempre tenha um plano de fuga”. Foi com essa frase em 007 – O Mundo Não É O Bastante que o eterno “Q” se despediu da série. Poucas semanas após o lançamento do filme em 19 de dezembro de 1999, Desmond Llewelyn sofreu um acidente de carro na Inglaterra quando voltava de um evento promovendo sua biografia. O ator morreu momentos após o acidente, aos 85 anos.

John Cleese como “R” e Ben Whishaw como “Q” substituíram o personagem em 007 – Um Novo Dia Para Morrer e 007 – Operação Skyfall, respectivamente. Mas a verdade é que para os fãs de Bond, o carisma de Desmond Llewlyn dentro e fora das telas é insubstituível.

“Muitos podem ser Bond, mas ‘Q’ é apenas um. Perdi um grande amigo hoje”, declarou Pierce Brosnan logo após ouvir a notícia da morte de Llewelyn. █

Compartilhe.

Sobre o Autor

Criador e editor do site James Bond Brasil, Marcos Kontze é jornalista e fã do personagem há 20 anos, desde o lançamento do game “GoldenEye 007” para Nintendo 64 em 1997. Para Marketto (como também é conhecido), o melhor filme da série é “007 – O Mundo Não É O Bastante”, o primeiro que assistiu no cinema…sete vezes.