007 – Permissão Para Matar



Título original: Licence To Kill
Duração: 134 min
Ano de lançamento: 1989
Estúdio: Danjaq Productions / EON
Distribuidora: United Artists
Direção: John Glen
Roteiro: Richard Maibaum e Michael G. Wilson, baseado em livro de Ian Fleming
Produção: Albert R. Broccoli e Michael G. Wilson
Música: Michael Kamen
Fotografia: Alec Mills
Direção de arte: Michael Lamont
Edição: John Grover


Timothy Dalton (James Bond)
Carey Lowell (Pam Bouvier)
Robert Davi (Franz Sanchez)
Talisa Soto (Lupe Lamora)
Anthony Zerbe (Milton Krest)
Frank McRae (Sharkey)
Everett McGill (Killifer)
Wayne Newton (Professor Joe Butcher)
Benicio del Toro (Dario)
Anthony Starke (Truman-Lodge)
Desmond Llewelyn (Q)
David Hedison (Felix Leiter)
Priscilla Barnes (Della Churchill)
Robert Brown (M)
Caroline Bliss (Miss Moneypenny)
Pedro Armendáriz Jr. (Presidente Hector Lopez)

Desta vez, Bond está sozinho. Pouco antes do casamento de seu amigo, o agente da CIA Felix Leiter, ele persegue e prende o traficante de drogas Franz Sanchez. O megavilão, no entanto, suborna a polícia, escapa e prepara sua vingança contra o aliado de Bond. Na noite de núpcias, seqüestra Felix e sua esposa, Della, e faz dele comida de tubarão. Felix não morre, mas perde as pernas. Sua esposa, no entanto, não tem o mesmo destino e é assassinada. Disposto a vingar os amigos, 007 pede demissão do MI6, perde sua licença para matar e parte sozinho para enfrentar Sanchez e seu exército de mercenários. Descobre que o elo com o vilão é um tal de Milton Krest, cujo negócio é fachada para o tráfico de drogas.

Durante as investigações, 007 conhece Pam Bouvier, mais uma Bond Girl disposta a ajudá-lo. Bond parte para a cidade de lsthmus e se infiltra na organização de Sanchez, fazendo-se passar por um assassino de aluguel. Mas, apesar disso, o bandido está cercado por forte esquema de segurança, impossível até para 007, não fosse a providencial ajuda de “Q”, que lhe traz uma maleta repleta de armamentos exóticos, como uma pasta de dentes explosiva. A idéia de Bond é matar Sanchez; tenta, falha, mas o leva a acreditar que o atentado foi planejado por Krest. Ganhando a confiança do traficante, o ex-agente descobre que a droga é fabricada em um templo de meditação disfarçado. Sua capacidade de arrumar encrencas novamente vem à tona, destrói o local e parte em uma implacável perseguição ao seu oponente. O grande erro de Sanchez foi confiar em James Bond.

  • Inicialmente, a intenção dos produtores era rodar este filme na China, mas as dificuldades em conseguir permissão para as filmagens terminou por fazer com que desistissem da idéia.
  • David Hedison mais uma vez interpreta o agente Felix Leiter, que apareceu em outros 6 filmes da série. Hedison foi o único a repetir o personagem, tendo interpretado também em Com 007 Viva E Deixe Morrer (1973).
  • Este é o 1º filme da série cujo título não o mesmo de um dos livros de Ian Fleming. Entretanto, o roteiro de 007 – Permissão Para Matar possui elementos do livro Live And Let Die e do conto The Hildebrand Rarity, ambos do próprio Fleming.